Escleroterapia de varizes

Com micro espumas

Neste tratamento, um agente esclerosante espumoso é injetado no vaso sanguíneo. Esta espuma provoca uma alteração no vaso fazendo com que aconteça a esclerose – fechamento do vaso sanguíneo doente.

A substância mais utilizada para este tratamento é o polidocanol, devido a sua grande tolerabilidade pelo organismo do paciente e pela baixa ocorrência de alergia.

O tratamento deve ser feito em sessões para evitar complicações e para que o agente esclerosante seja bem aceito pelo organismo dos pacientes. Este procedimento é indicado para o tratamento de varizes de grosso calibre. A escleroterapia guiada fornece informações decorrentes da visualização das estruturas quanto a profundidade da veia com relação à pele, calibre venoso, presença e localização de perfurantes e, principalmente, a localização e progressão da espuma esclerosante.

O ultra-som permite também a observação do resultado imediato decorrente do espasmo venoso provocado pela espuma.