Cirurgias arteriais

Tratamento de obstruções arteriais

A obstrução da artéria carótida é a mais comum. Acomete principalmente pessoas com idade superior a 50 anos, tabagistas, obesos crônicos, hipertensos, diabéticos e pessoas com colesterol alto. O tratamento da obstrução carotídea pode ser clínico ou cirúrgico. A cirurgia é feita nos casos de obstruções mais importantes, principalmente as que ocluem mais de 70% da luz do vaso, ainda que o paciente seja assintomático.

Trata-se de uma cirurgia delicada e pode trazer sérias complicações ao paciente. As principais são o AVE, lesão de nervos cervicais e sangramentos locais com formação de hematomas de tamanhos variados. A recuperação pós-operatória também é delicada e deve ser realizada em ambiente que possui UTI.